Acesso e permanência dos quilombolas na universidade são discutidos em congresso online
26/05/2021 15:59 em Educação

Edição de 2021 do Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros amplia debate sobre educação, afrociência e literatura 

 

Mulheres e homens quilombolas compartilham suas experiências sobre o ingresso e permanência no ambiente acadêmico a partir de diálogos na live "Resistência e insurgência no ensino superior", às 14h desta terça-feira (25). A atividade faz parte da edição de 2021 do Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros (Copene).

Débora Rodrigues Azevedo, Gesaiane Nazario, Maria Aparecida Mendes, Benedito Florindo de Freitas Junior e Denildo Rodrigues de Moraes participam da conversa, que marca a importância do recorte quilombola acerca dos temas principais do congresso, que são educação, afrociência e literatura, a exemplo do que já foi feito pela Coordenação Nacional de Articulação de Quilombos (Conaq).

A coordenação dedica um capítulo da coletânea de artigos inéditos publicados em 2020 ao tema. Trata-se de uma forma de intenficar as discussões acerca da produção acadêmica, cultural e dos conhecimentos transmitidos pelos quilombolas.

 

Texto: Redação ALma Preta | Imagem: ABPN/Reprodução 

COMENTÁRIOS