Coleta de lixo é interrompida na maioria dos bairros devido à paralisação de funcionários
09/06/2021 15:16 em Novidades

Maioria dos trabalhadores é imigrante e reclama da falta de pagamento de férias por empresa terceirizada

 

O serviço de coleta de lixo porta a porta, nos bairros que não têm contêineres, está totalmente interrompido nesta terça-feira (8) em Porto Alegre. O motivo é um protesto de funcionários da terceirizada B.A Meio Ambiente na sede da empresa, no bairro Sarandi, na Zona Norte.

Os trabalhadores reclamam da falta de férias e do pagamento do benefício. Grande parte dos funcionários é imigrante, principalmente vindos do Senegal e do Haiti.

Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) disse que negocia a saída de alguns caminhões da empresa. O órgão espera que até o final do dia o serviço seja normalizado, mas reconhece que os manifestantes não deram previsão de término do protesto.

B.A Meio Ambiente é a única prestadora de serviços que faz a coleta de lixo domiciliar porta a porta em Porto Alegre. A prefeitura disse que pode fazer sanções contratuais caso o impasse não seja resolvido.  

A Brigada Militar (BM) acompanha o protesto. O comandante do 20º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Ivens Giuliano Campos dos Santos, declarou que tropas acompanham a manifestação, que começou pouco depois das 8h e até o momento é pacífica. A prioridade, segundo ele, é "garantir o direito de manifestação e também o direito a trabalhar de quem assim quiser".

O Coletivo Mídia di Vila não conseguiu contato com a empresa B.A Meio Ambiente até o fechamento desta matéria. Os telefones informados no site chamaram até cair. A reportagem esteve na sede da empresa e pediu entrevista, mas não foi atendida. 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!